CCBB figura entre os museus mais visitados do mundo em 2018

Ranking da publicação inglesa The Art Newspaper traz os quatro CCBBs entre os 100 listados.

A publicação inglesa The Art Newspaper acaba de divulgar o ranking dos 100 centros culturais e museus mais visitados do mundo em 2018. E o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) permanece como destaque do Brasil, ocupando quatro dos cinco espaços culturais do país citados na edição. Na classificação geral, o CCBB Rio de Janeiro aparece em 42º lugar, com 1.388.664 visitantes, o CCBB Brasília em 57º, e público de 1.146.995, o CCBB São Paulo em 85º, com 931.980 pessoas, e o CCBB Belo Horizonte no 93º posto, com 893.772 visitantes.

Quando se trata de exposições, os CCBBs Rio de Janeiro e Belo Horizonte aparecem como referência. O Centro carioca abrigou duas exposições que constam no Top 10 das mostras com temática Contemporânea, com “Festival Internacional de Linguagem Eletrônica” (FILE) em 3º e “Ex Africa” em 7º. Já a unidade mineira entrou no Top 10 das exibições Temáticas, figurando em 9º lugar com “Museu do Futebol na Área”.

Na listagem geral, que traz as exposições mais visitadas do planeta, o CCBB RJ obteve o 11º posto com FILE, o 26º com” Ex Africa”, o 46º com “Construções Sensíveis” e o 51º “Erwin Wurm – O Corpo é a Casa”. A mostra “Jean-Michel Basquiat” conquistou o 36º lugar no CCBB São Paulo e o 93º no CCBB Belo Horizonte, que também está no ranking com as exibições de FILE, em 77º e Museu do Futebol na Área, em 91º.

“Investir em cultura está no DNA do Banco do Brasil, que há 30 anos criou e consolidou seu primeiro Centro Cultural, no Rio de Janeiro. Esse ranking demonstra o reconhecimento do público em relação à qualidade da nossa programação e nos dá mais energia para continuarmos encantando o povo brasileiro com arte e cultura“, afirma Delano Valentim, diretor de Marketing e Comunicação do Banco do Brasil.

Centros mais visitados

De acordo com o ranking The Art Newspaper, ao longo dos últimos anos, o CCBB Rio de Janeiro vem ocupando as primeiras posições nas mostras por categorias, chegando, em 2016, a ocupar o 1º, o 2º e o 3º lugares com as mostras “O Triunfo da Cor: O pós Impressionismo”, “ComCiência – Patricia Picininni”, e “Castelo Rá-Tim-Bum – a exposição”, respectivamente. Em 2017, o Centro marcou presença com a 6ª posição com “Mondrian e o Movimento de Stijl”.

 

Por: Bianca Mello

Siga-nos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *