Encarceramento em massa é tema discutido em episódio inédito de Filosofia Pop

Com apresentação de Marcia Tiburi, o assunto será discutido no dia 11/11, segunda, às 23h, no canal

Episódio na íntegra: https://sesctv.org.br/programas-e-series/filosofiapop/?mediaId=9d1bee36c3dbdb77b194cb25d8c332cb

Liberdade e Encarceramento, novo episódio da série Filosofia Pop, analisa o fenômeno do encarceramento em massa na sociedade brasileira, abordando assuntos como a fantasia do aprisionamento como solução para o medo, os crimes que mais levam ao cárcere, a punição por meio de castigos físicos ou simbólicos, e a crueldade da cela que priva o indivíduo da liberdade. Com direção de Esmir Filho, a filósofa, escritora e apresentadora Marcia Tiburi recebe a advogada Dina Alves e a antropóloga Débora Diniz para tratarem do tema.  A produção vai ao ar no dia 11/11, segunda, às 23h, no SescTV, podendo ser assistida também em sesctv.org.br/aovivo.

O episódio destaca questões sociais, de gêneros e raciais envolvidas no encarceramento. Segundo Dina, o Brasil é o terceiro país no mundo que mais tem gente detida, e onde a maioria da população é negra, pobre e vive em um território específico vigiado pela polícia. Marcia articula sobre o isolamento das pessoas no universo dos presídios. “As classes sociais menos favorecidas são as mais trancafiadas. Quando você não está lá dentro, está vivendo a experiência do seu familiar que está preso”, expõe a apresentadora.

Elas falam sobre o punitivismo e a privação de liberdade. Para Marcia, ao mesmo tempo que a sociedade quer castigar o outro, posiciona a liberdade como algo negativo. “Esse desejo de punição, a meu ver, é que transforma a liberdade em um problema”, acredita a filósofa. Débora diz que as pessoas agem com fúria quando querem corrigir alguém com quem não se consegue conviver e se imaginam melhores que elas. “É o ódio racial, o ódio de classe, de uma proximidade de convivência, mas é também o medo”, explica. O episódio aborda, ainda, a fantasia do medo e a prisão como falsa solução.

Em sua primeira temporada, composta igualmente por 13 episódios de uma hora, que já estão disponíveis para serem assistidos sob demanda no site do canal, em sesctv.org.br, Filosofia Pop tratou de assuntos como Deus; ética; pedofilia, drogas; mulher, poder e biopoder. Já esta nova, traz temas como prazer e trabalho; arte e política; morte e finitude; sexo e gênero; mercado e dinheiro; natureza; loucura; e riso contemporâneo.  

Filosofia Pop foi gravada em diferentes unidades do Sesc em São Paulo, e o episódio Liberdade e Encarceramento, na unidade Avenida Paulista. A série convida pensadores contemporâneos, de áreas diversas, para debaterem, entre si e com o público, temas distintos que dialogam com a filosofia e a vida cotidiana. Além dos convidados, cada episódio tem participação da plateia com perguntas.

Sobre a série:
Realizada pelo SescTV, Filosofia Pop é uma idealização de Marcia Tiburi e Esmir Filho e estreou no canal em 2015, com 13 episódios de uma hora cada, tratando de assuntos como Deus; ética; pedofilia, drogas; mulher, poder e biopoder. Em 30 de setembro deste ano, a série ganhou outros 13, que abordam os temas prazer e trabalho; riso contemporâneo; morte e finitude; sexo e gênero; arte e política, natureza; velhice; loucura; dispositivos e vida; liberdade e encarceramento, dentre outros. Todos os 26 episódios já estão disponíveis para serem assistidos on demand, em alta definição e na íntegra, gratuitamente, em sesctv.org.br.

Todos os participantes dos novos episódios:
Ailton Krenak, líder indígena e escritor; Anna Muylaert, cineasta; Ladislau Dowbor, economista e professor; Christine Greiner, professora de artes do corpo; Gorete Milagres e Mariano Mattos Martins, atoresLinn da Quebrada, atriz, cantora e ativista; Gaudêncio Fidelis, historiador e curador de arte; Débora Diniz, antropóloga; Manoel Ricardo de Lima, escritor; Benjamin Seroussicurador e gestor cultural; Vagner Marques, historiador e mestre em ciências da religião;  Roberta Estrela D’Alva, atriz e cantora; Jerá Guarani, professora e líder indígena;  Marcelo Pelizzolli, filósofo;  Daniel Kupermannpsicanalista; Tatá Oliveira, palhaça; Joice Berth, arquiteta e urbanista; Amara Moira; escritora e doutora em literatura; Dríade Aguiar, mídia ativista; Rosana Hermanne,  escritora, roteirista e apresentadora de TV; Ricardo Antunes Najara Lima Costa, sociólogos; Denilson Lopes, professor e pesquisador; Dina Alves e Márcia Rocha, advogadas.

Sobre o SescTV:
SescTV é um canal de difusão cultural do Sesc em São Paulo, distribuído gratuitamente, que tem como missão ampliar a ação do Sesc para todo o Brasil. Sua grade de programação é permeada por espetáculos, documentários, filmes e entrevistas. As atrações apresentam shows gravados ao vivo com grandes nomes da música e da dança. Documentários sobre artes visuais, teatro e sociedade abordam nomes, fatos e ideias da cultura brasileira. Ciclos temáticos de filmes e programas de entrevistas sobre literatura, cinema e outras artes também estão presentes na programação.


Serviço
Série: Filosofia Pop
Episódio: Liberdade e Encarceramento
Estreia: 11/11, segunda, às 23h
Reapresentações: 12/11, terça, às 11h; 13/11, quarta, às 21h; 14/11, quinta, às 10h; 15/11, sexta, às 19h30; 16/11, sábado, às 21h; e 17/11, domingo, às 19h.
Classificação indicativa: 12 anos
Apresentação: Marcia Tiburi
Direção: Esmir Filho
Idealização: Marcia Tiburi e Esmir Filho
Produtora: Claraluz Filmes e Saliva Shots
Realização: SescTV

On Demand
Todos os 26 episódios estão disponíveis em sesctv.org.br

Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/aovivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv
E no facebook: https: facebook.com/sesctv

 

Da Redação
Fonte: SescTV
Foto: Lívia Wu

 

Siga-nos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *