Marcela Dantés lança Nem Sinal de Asas, inspirado em reportagem de 2017

Primeiro romance da elogiada autora mineira, que terá lançamento assíncrono durante todo o mês de outubro, constrói narrativa ficcional a partir de caso acontecido na Espanha

“Mulher é encontrada mumificada em apartamento cinco anos após sua morte”. A manchete impactante abria a reportagem de Silvia Pontevedra sobre um caso ocorrido na cidade de Culleredo (Espanha), em julho de 2017, e captou no mesmo instante a atenção da jovem escritora belo-horizontina Marcela Dantés. A mulher solitária, que morreu no próprio apartamento em 2012 e cujo corpo só foi descoberto em 2017, inspirou Marcela a escrever seu primeiro romance, Nem Sinal de Asas (Editora Patuá), que terá lançamento assíncrono a partir desta quarta, 7 de outubro.

“Aquela história ficou na minha cabeça por muito tempo, até eu decidir que ela merecia ser transformada”, conta Marcela Dantés. Dez meses depois de publicada a reportagem, a autora procurou a jornalista espanhola que, para a sua surpresa, compartilhou imagens, dados de que se lembrava e ainda voltou à cidade de Culleredo para levantar mais informações com vizinhos e com a Guarda Civil. “Esse gesto da repórter, além de me ajudar demais, me emocionou. A gente fica pensando e falando de solidão, de dor, sofrimento, e alguém do outro lado do mundo, que nunca viu a minha cara, doou horas do seu tempo para me ajudar com meu romance”, diz a escritora mineira.

Nem Sinal de Asas começou a ser escrito em 2017 e foi finalizado em abril deste ano, já durante o período de distanciamento social provocado pela pandemia do coronavírus. “É curioso porque escrevi uma narrativa pré-pandemia mas que trata de uma mulher sozinha, confinada em seu apartamento. E a protagonista, Anja, tem uma relação forte com a casa dela que, até pouco tempo, parecia impensável e hoje é nossa rotina”, diz Marcela.

Lançamento assíncrono

Segundo uma pesquisa do Google Trends, houve queda de 70% na busca pela palavra “lives” no Brasil de abril a julho deste ano (o que pode indicar desgaste com o formato, muito utilizado por artistas de diversos segmentos). O primeiro romance de Marcela Dantés vai contar, portanto, com uma estratégia diferente. Será realizado um lançamento assíncrono: ao invés de fazer uma transmissão ao vivo nas redes sociais, a autora vai publicar uma sequência de conteúdos (vídeo-leituras, fotos, trechos do livro) cuidadosamente distribuídos em um mês de programação – de 7 de outubro a 6 de novembro. A partir desta semana, começam as leituras de trechos do livro feitas por convidados nos perfis pessoais da autora no Instagram (@marceladantes) e no Facebook (/marceladantes).

O livro já está em pré-venda no site da Editora Patuá por R$ 40,00.

Para Deborah Dornellas, autora do livro Por cima do mar (vencedor do Prêmio Casa de las Américas 2019), prazer e dor se misturam na leitura de Nem Sinal de Asas: “explico: Marcela Dantés não tem dó de sua protagonista e de nenhum dos personagens. Muitas vezes interrompi a leitura para recuperar o fôlego e acalmar o coração. Desde as primeiras páginas, as dores de Anja saem do texto e tocam nossa pele, ferindo rente. Mas esse toque vem com lirismo e domínio da linguagem e nos desmonta as defesas, amenizando a dor. Anja, feminino de anjo – tão humana em sua melancolia e desamparo, tão literária em sua construção. Grande personagem. Grande livro.”

Adriana Lisboa, romancista, poeta, contista e autora do romance Sinfonia em Branco (Prêmio José Saramago), disse: “fiquei encantada com a frase e o estilo da Marcela, têm uma beleza justa (contida, não derramada) e um humor muito certeiro e discreto.”

 

SOBRE MARCELA DANTÉS

Marcela Dantés nasceu em Belo Horizonte, em 1986. Estudou Comunicação Social na Universidade Federal de Minas Gerais e é pós-graduada em Processos Criativos em Palavra e Imagem, pela PUC Minas. Pela PUC Rio Grande do Sul, cursou a Oficina de Escrita Criativa de Luiz Antônio de Assis Brasil. É autora da coletânea de contos Sobre pessoas normais (2016), obra semifinalista do Prêmio Oceanos 2017. Em 2016, foi a autora residente do FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos, em Portugal. Nem Sinal de Asas é seu primeiro romance.

 

SERVIÇO

Nem Sinal de Asas, Marcela Dantés. Editora Patuá, 1ª edição, R$ 40,00.

 

Lançamento

De 7 de outubro a 7 de novembro de 2020, no perfil @marceladantes do Instagram e no perfil da autora no Facebook (facebook.com/marceladantes).

 

Onde comprar o livro

Site da Editora Patuá (editorapatua.com.br), R$ 40,00.

 

Sinopse

Anja Santiago está morta. Da porta de seu apartamento, por entre as faixas de uma escandalosa fita zebrada, é possível ver: o pó, o vazio, o carpete azul desbotado e inocente. E ninguém. Não há ninguém. Quanto tempo até que se encontre o corpo de uma mulher que viveu e morreu sozinha? Quanta correspondência cabe na caixa de correio de alguém que já não é? Nem sinal de asas narra os dias de uma mulher que viveu na ponta dos pés. Sua morte, cheia de dor, silêncios e devaneios, é o justo resumo do resto de sua vida, a solidão esmagadora de alguém que não gosta muito de gente, ela incluída. E seu corpo, seco-múmia, no meio da sala escura onde o ar-condicionado insiste em funcionar, é só espera: quem vai chamar por ela? E quando?

 

Por: Raíssa Pena
Foto: Rafael Motta Cor

Siga-nos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *