Plataforma virtual mapeia e divulga artistas visuais trans do Brasil

Goethe-Institut Salvador, Antra e Casa Aurora lançam primeiro arquivo nacional de exposição de trabalhos artísticos de criadores/as transgêneros 

10 artistas selecionados/as vão compor exposição coletiva virtual no Festival Internacional Latitudes

No Dia Internacional de Combate à LGBTQI+fobia, 17 de maio, serão abertas as inscrições da plataforma de exposição “TransAções: Mapeamento de artistas trans no Brasil”, que vai lançar um espaço virtual inédito no Brasil para a divulgação do trabalho de artistas transgêneros em suas mais variadas linguagens nos campos das artes visuais. O projeto nasce da proposição da jornalista, crítica de arte e curadora Renata Martins, uma das atuais residentes do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia, que engajam esta realização e assinam a curadoria junto com a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) e com a Casa Aurora – Centro Cultural e de Acolhimento LGBTQI+. A convocatória segue até o dia 31 de julho, em https://bit.ly/mapeamento-transacoes, e quem se inscrever antecipadamente, até 29 de maio, participará de uma seleção de 10 trabalhos que vão compor uma exposição coletiva virtual integrante do Festival Internacional Latitudes, realizado online de 4 a 6 de junho.

Pintura, colagem, desenho, fotografia, vídeo e performance são as expressões abarcadas pela plataforma. Com ela, os/as artistas participantes terão não somente um espaço de difusão de suas produções, mas também um lugar de encontro e contato com demais colegas de todo o território brasileiro. “TransAções: Mapeamento de artistas trans no Brasil” se tornará assim o primeiro arquivo aberto de artistas trans em território nacional – uma espécie de registro vivo que vai se reinventando e reatualizando com a incorporação de novos membros, continuadamente, após seu lançamento.

A inscrição exige o envio de um arquivo pdf único, que não deve ultrapassar o tamanho limite de 10MB, em que constem no mínimo três e no máximo 10 fotos de trabalhos realizados. No caso de vídeos, devem ser incluídos links abertos das gravações. O currículo deve ser inserido com até duas laudas, junto a um texto de análise do próprio fazer artístico do/a artista. Estrangeiros/as podem igualmente participar da convocatória, uma vez que comprovem residência no país.

 

Sobre o Festival Internacional Latitudes – Realizado pelo Goethe-Institut de 4 a 6 de junho, com o tema “Quebrando o equilíbrio de poder”, o Festival Internacional Latitudes, em um novo formato como um festival digital, é um sinal de esperança na situação de tensão global e uma oportunidade para facilitar o intercâmbio e o networking em nível internacional, mesmo sem um encontro presencial. Transdisciplinar, o evento reúne obras artísticas, principalmente do hemisfério sul, que refletem sobre vários aspectos do nosso passado colonial e sobre as assimetrias e injustiças sociais, políticas e econômicas que persistem na atualidade.

Entre as principais questões levantadas pelo Latitudes, estão: o que precisamos fazer para facilitar a restituição de bens culturais e o acesso aos arquivos, e como poderiam ser novos conceitos museológicos, voltados para o futuro e geradores de identidade? Como as práticas econômicas, tais como estratégias de concessão ou prevenção de acesso a mercados, levam a estruturas neocoloniais e quais são as alternativas viáveis a estas? Que estruturas racistas continuam a ter efeito no nosso presente e como podemos combatê-las? Como pensar em alianças entre diferentes grupos e traduzi-las em ação política?

 

Sobre o Goethe-Institut Salvador-Bahia – Instituto cultural da República Federal da Alemanha, o Goethe-Institut, fundado em 1951, se dedica a fomentar o diálogo entre culturas e é a maior instituição de ensino de alemão no mundo. Atualmente, dispõe de uma rede de 159 unidades em 98 países de todos os continentes. A unidade do Goethe-Institut Salvador-Bahia foi criada em 1962 e, desde então, promove a aprendizagem da língua alemã, divulga uma imagem abrangente da Alemanha e realiza colaborações locais, nacionais e internacionais na área da cultura, com numerosos parceiros públicos e privados. É um espaço disposto ao exercício artístico-cultural, realizando ações próprias e oferecendo suporte a iniciativas de variadas espécies. Dispõe de teatro, foyer, galerias, biblioteca, ateliês, estúdios, salas de aulas, praças, pátio e café. Após mais de meio século de atividades contínuas na cidade, iniciou, em 2016, o Programa de Residência Artística Vila Sul, com a proposta de fortalecer interlocuções entre o Brasil e demais países do hemisfério Sul a partir do acolhimento de artistas e agentes culturais de diversas áreas, linguagens e origens. Mais de 80 residentes já experimentaram esta oportunidade.

 

Convocatória

TransAções: Mapeamento de artistas trans no Brasil

Primeiro arquivo aberto em território nacional para a divulgação do trabalho de artistas transgêneros das artes visuais

Inscrições para exposição coletiva no Festival Internacional Latitudes: 17 a 29 de maio

Inscrições para catálogo digital: 17 de maio a 31 de julho

Em: https://bit.ly/mapeamento-transacoes

 

 

Por: Paula Berbert

Siga-nos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *