[Sociedade e Opressão]: A origem da dominação coletiva das mulheres

Historiadora traça a linha temporal da opressão feminina

A luta da mulher pela equiparação dos papeis na sociedade perante o homem não é um tema atual. É sim uma batalha de séculos. Mas você já se perguntou qual a origem dessa hegemonia masculina? Em A Criação do Patriarcado, livro que será lançado em outubro pela editora Cultrix, a historiadora Gerda Lerner nos explica que isso não se trata de algo puramente biológico ou “existencial” e que pode, sim, deixar de existir por completo.

Em seus estudos a autora recria o traçado evolutivo das ideias, símbolos e metáforas que deram origem às relações de gênero patriarcais incorporadas, pouco a pouco, em nossa civilização. Essa construção deixou a mulher cada vez mais distanciada do homem e criou uma espécie de abismo entre as atividades e qualificações de cada um.

Inclusive muitas dessas teorias tiveram origem na Grécia (entre seus filósofos de época), onde a figura da mulher passou a ser representada de uma forma essencialmente diferente do homem. Isso, claro, contribuiu com a construção da imagem da mulher ao longo dos tempos.

 

“Escrito por uma das mais brilhantes historiadoras de nossa época, este livro reabre admiravelmente um capítulo da história feminina que, na visão dos historiadores, estava em definitivo fechado para eles: a origem da dominação coletiva das mulheres perpetrada pelos homens. ” – Katherine Kish Sklar, Universidade da Califórnia em Los Angeles

 

Sabe-se também que essa supremacia masculina está presente em todas as relações “Homem X Mulher”: seja no âmbito familiar, no mundo corporativo, na prática de esportes e, mais ainda para trás, no direito a voto, a estudar, nos papéis de cada um na sociedade e tantos outros que podemos pensar e listar. A Criação do Patriarcado além de explicar como houve tal diferenciação entre os gêneros, mostra os efeitos e reflexos dessas atitudes por toda a história até os dias atuais.

A origem dessa opressão às mulheres pode – e deve – ser abolida por processos históricos. Esse processo emancipatório ainda está em curso e ganha novas páginas a cada atitude nova que iguala os direitos e deveres de homens e mulheres.

 

“Gerda Lerner conseguiu apresentar neste livro um argumento convincente em favor da historicidade da subordinação feminina. É um passo importante na criação de novos modos de análise para toda a história humana. ” – Alice Kessler-Harris, Universidade Hofstra

 

Segundo o dicionário, Patriarcado é um “sistema social em que homens adultos mantêm o poder primário e predominam em funções de liderança política, autoridade moral, privilégio social e controle das propriedades”.

A Criação do Patriarcado traz luz ao paradoxo criado entre os gêneros, discute as formas pelas quais a mulher foi por muito tempo uma “reprodutora”, sempre embasado por ricas pesquisas e estudos de cerca de 2600 anos de história humana. Gerda Lerner aponta as causas de tantos anos de subordinação feminina e certamente ficaria feliz ao ver que a cada dia essa disparidade diminui.

 

Sobre a autora:

Gerda Lerner (1920-2013) foi historiadora e professora emérita de História na Universidade de Wisconsin, Madison (EUA), além de acadêmica visitante da Universidade Duke, na Carolina do Norte (EUA). Foi uma das fundadoras do campo de História Afro-Americana e também presidente da Organização dos Historiadores Americanos. Lerner representou um papel fundamental no desenvolvimento do currículo de História da Mulher. Suas pesquisas giraram em torno do que se considera o primeiro curso de História da Mulher, ministrado pela New School for Social Research em 1963. Esteve envolvida ainda no desenvolvimento de programas similares na Universidade de Long Island (1965-1967) e no Sarah Lawrence College (1968-1979), onde estabeleceu o primeiro programa de graduação em História da Mulher, na Universidade de Columbia (na qual foi cofundadora do Seminar on Women). Iniciou sua educação superior somente aos 40 anos, quando os próprios filhos já estavam na escola, conquistando títulos na New School for Social Research em 1963 e de Ph.D. na Universidade de Columbia (1965-1966), tornando-se assim um dos maiores nomes de todos os tempos na área de História da Mulher. Entre seus vários trabalhos encontram-se obras como The Creation of Feminist Consciousness, Black Women in White America, The Female Experience: An American Documentary e The Majority Finds Its Past: Placing Women in History.  

Serviço:

Livro: A Criação do Patriarcado

Lançamento: 03 de Outubro de 2019

Autora: Gerda Lerner

Editora: Cultrix

Páginas: 400

Preço: R$ 64,00

 

Por: Marcelo Boero

Siga-nos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *