Supermercadinho Brasil, diversão, podreira, alucinação e um pouco de suco do País

Imagine que você foi ao mercadinho da esquina e encontrou uma criança morta num dos corredores do local. Ao seu redor tem um homem armado que se diz policial e que todos são suspeitos pelo assassinato do garoto, inclusive você, que foi pra lá comprar pãozinho pra tomar um cafezinho em algum momento do dia.

Ali mesmo, o tira reuni todos os funcionários e clientes que estavam no mercadinho e pergunta em voz alta: quem matou o guri? O virjão acusa uma feminista, ela, por sua vez, acusa o segurança, pois ele é racista e a criança morta é negra. Nesse meio tempo, uma fanática religiosa diz que Deus não vai perdoar ninguém e que o segurança pode até ter matado o menino, mas a feminista é pior que ele. E assim a cada página lida, você vai se alimentando da podreira e do caos em formato de quadrinhos.

“Supermercadinho Brasil” é um quadrinho independente publicado pela editora Escória Comix, criada por Lobo Ramirez. O autor fez uma história que lembra muito como as coisas acontecem por aqui. Todo mundo se acha superior e melhor que o outro, mas na realidade cada um carrega um defeito, um julgamento e um jeito bem doido de ser. É tudo uma merda, até mesmo a história.

Dizer que é uma merda aqui não é uma crítica mas um elogio e o autor sabe bem disso! Ninguém chega nas publicações da Escória Comix sem saber qual é a linha que eles seguem. E se você chegou aqui desavisado, pode ter certeza que agora não está mais.

Foi uma das piores/melhores coisas que eu já li na vida. E olha que eu já li muita coisa por aí. “Supermercadinho Brasil” é divertido demais e o humor é tão ácido que vai corroer seu cérebro. A leitura é rápida, a arte é simples e a risada é garantida. E o leitor mais atento vai conseguir sacar uma ou outra referência ao universo da cultura pop e da música. A banda Carcass, por exemplo, é uma delas.

Apesar do humor de “Supermercadinho Brasil”, a crítica é boa e vai fazer concluir que é possível encontrar todas essas pessoas no mercadinho da esquina.

Se você se interessou em ler “Supermercadinho Brasil”, cola no site dos caras e compra direto com eles, na Ugra PressLoja Monstra e Comic Boom.

 

Por: Bruno Fonseca
Fonte: Proibido Ler

Siga-nos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *