Vem aí Mano K o mais novo super-herói brasileiro

Mundo de Mano K

Imagine se um garoto pobre da periferia de São Paulo possuísse poderes que o deixassem muito além da humanidade.

O dom de manipular a Energia do Caos e alterar a probabilidade dos acontecimentos, ou seja, a própria realidade! E tivesse que escolher seu próprio destino, num mundo em que o bem e o mal não são tão tangíveis como se imagina.

O mundo de Mano K é o nosso mundo, porém onde a superciência e a magia existem conspirando nas bordas da realidade. É o mundo em que os filmes Cidade de Deus e Cidade dos Homens se encontram com as fantásticas dimensões de Top Ten, Astro city e de Procurado.

A Terra possui sua cota de super-humanos e outros seres que assombram as pessoas.

Na Segunda Grande Guerra, a lendária Galeria Sombria lutou contra o totalitarismo ao lado do misterioso grupo chamado o Segredo. Hoje, agindo como o Greenpeace e a Cruz Vermelha, o Mito reúne meta-humanos em nome da paz mundial, gerando uma adoração entre a população não vista desde os Beatles e muitos conflitos com várias potências e seus negócios escusos.

Do mesmo modo, o Comitê, organização criminosa submersa em suas atrocidades se alimenta da guerra, do crime organizado internacional e da corrupção para tecer uma teia de controle sobre o verdadeiro poder.

Nisso, o Brasil se torna um dos alvos para suas ações como um lugar perfeito para fazendas de criação de seres humanos de destruição em massa. Super-humanos postos a serviço de quem pagar mais como armas vivas.

A favela da Jujuba é um dos vários pontos na América Latina para instalação de suas bases, aproveitando-se da miséria para transformar jovens em instrumentos de seus planos.

Chacina, Cadeira Elétrica e Cutelo são seus tenentes encarregados de dominar o crime organizado local, e recrutar a juventude sem esperança, eles mesmos pessoas de destruição em massa, oriundos de vidas trágicas.

Porém, Mano K fez suas escolhas pessoais e de repente Horus, Minotauro e Radiante (outrora Elétrica) do Mito estão por perto colocando em risco os planos do Comitê.

Não se trata de uma história de super-heróis, mas de pessoas comuns que um dia descobriram que podem voar.

Parte do valor de capa das revistas editadas pela Kriô Comics será destinado para a Associação Educacional e Assistencial Casa do Zezinho, que oferece educação complementar, arte, cultura e oficinas de capacitação profissional para crianças e jovens que vivem em situação de alta vulnerabilidade social, localizada no Parque Maria Helena, zona sul de São Paulo.

Clique para comprar :  Aqui

 

Por: Jean Canesqui

Siga-nos: