Teocrasília, de Denis Melo, está em pré-venda em edições de luxo pela Editora Guará

O quadrinista Denis Mello apresentou, lá pelos idos de 2018, ainda pelo selo Caligari, um lugar onde líderes religiosos interferem cada vez mais na política. Esse é o cenário de Teocrasília, e com certeza você, em pleno 2021, vê diversos pontos de semelhança com o nosso Brasil. E agora, pela Editora Guará, com dois belos volumes, Denis coloca Teocrasília no alto das nossas discussões.

De alguma forma já estamos preparados para Teocrasília, os pesadelos parecem muito próximos e, sim, assustadoramente reais. Que a ficção, também ela, nos expurgue contra o horror. Muitas vezes o que temos é a resistência e a fé do que da luta pode surgir. Eis o credo de Vicky, Yuri e Gambino, nossos aliados na batalha por outro céu ou mesmo outro inferno, algo que talvez já nos convença. Sujeição, controle, cumplicidade, deserção, desertos, loucura. A Niterói de Denis é universal. A catarse machuca mas, sendo o leitor criatura naturalmente delicada, já alertamos que é um espanto que também cura ao mesmo encontro e, entre um país sobretudo trágico, a obra que ora sai pela editora Universo Guará é um alento, um aviso. Ou confrontamos aquilo que nos orienta e nos define ou, sem trapaças, tudo acaba voltando ao mesmo lugar.

Teocrasília – livro 1: O Fim da Inocência

Num breve e distópico futuro o Brasil é governado pelo Divino Altar. Diante de um cenário repressor e violento, veremos como diferentes pessoas lidam de diferentes formas com a situação. Um grupo decide se isolar e começar uma sociedade alternativa, uma cientista libertina decide encarar o mundo sem mudar sua saia curta, um funcionário público burla as proibições do regime por trás de um pseudônimo… Qual será o destino deles numa Niterói vigiada pela Legião do Altar e os fanáticos Cruzados? Teocrasília, de Denis Mello (vencedor do Troféu HQ Mix), apresenta um cenário complexo e cheio de personagens interessantes e que, apesar de ter sido iniciada em 2016, conversa assustadoramente com os tempos atuais do país.

Teocrasília – livro 2: As Sombras do Cárcere

A distopia religiosa de Teocrasília segue a pleno vapor! Depois de todos os traumas da primeira edição, o grupo de Yuri agora faz a segurança nas festas clandestinas do Barba Negra. Finalmente veremos todos os protagonistas reunidos, mas esse evento reserva surpresas que vão mudar para sempre o destino de todos. Acompanharemos aqui jornadas de redenção, um traumático encontro cara a cara com o temido Capitão Malenda no ambiente bizarro dos Campos de Reconsagração e uma impressionante caçada humana. Uma exposição em comemoração ao aniversário do golpe gera um registro macabro do regime. Traição, violência, drama, mortes, companheirismo, desespero, estratégia e muito mais em “As Sombras do Cárcere”.

Ambos os volumes de Teocrasília tem formato 23 x 16 x 1.3 cm, 232 páginas, um (lindo) projeto gráfico da Paula Cruz, cores de Alexandre Contador (no segundo volume) e o lançamento oficial será no dia 07 de novembro. Na compra de pré-venda cada volume sai de R$ 49,90 por R$ 40,00.

 

Por: Ricardo Ramos
Fonte: Torre de Vigilância

Siga-nos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *