Projeto transmídia sobre Rio de Janeiro cyberpunk inclui quadrinho e curta-metragem

Você já imaginou uma visão cyberpuk da cidade do Rio de Janeiro?

Este é o tema de Gambiarra, um projeto criado por Gustavo Colombo e Erik Hewitt que pretende expandir esse conceito em um universo transmídia que já inclui um curta-metragem disponível no YouTube chamado Gambiarra – O HD de espadas e o quadrinho digital Gambiarra – O acionista, disponível para leitura on-line ou download.

A ideia é expandir para outras plataformas, como um livro de RPG pelo autor Luiz Eduardo Ricon (Desafio dos Bandeirantes), uma graphic novel e um jogo de tabuleiro, além de quadrinhos curtos com pequenas aventuras com personagens deste universo.

Inspirado nos clássicos do cyberpunk, traz consigo referências dos universos de Philip K. Dick (Sonhos Elétricos), William Gibson (Neuromancer), Paul Verhoeven (Robocop) e Ridley Scott (Blade Runner), apresentando não o futuro, mas no presente da cidade do Rio de Janeiro.

Gambiarra – o HD de Espadas é uma produção encabeçada pela Cinema Petisco, produtora voltada para a cultura pop e projetos de gênero, e dirigida por Frederico Cardoso e Gustavo Colombo. O curta mostra a história de Heitor, um jornalista fracassado, que vive de postar notícias-gif, mas sonha em conseguir uma grande reportagem. Quando encontra um misterioso HD que pode comprometer a gigante de tecnologia Intercom, começa uma investigação no submundo do Rio. Mas ele pode não estar preparado para os rumos que ela irá tomar.

Sua aventura é narrada por Flaneur, uma espécie de malandro do século 21, que conta a história para o cético Yan, seu amigo hacker.

Os dois são protagonistas do quadrinho Gambiarra – O acionista, desenhada por Rafael Cruz, no qual precisam levar um pendrive com informações incriminando uma autoridade até um misterioso comprador, mas terão que passar por território de surfistas de trem.

O filme é estrelado por Roberto Rodrigues, Julia Cartier e Jorge Hissa, e conta com participações de Diogo Braga, Rafael Studart e Fernando Caruso, além de trilha original de Donatinho.

 

 

 

Fonte: Por: Samir Naliato
Fonte: Universo HQ

Siga-nos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *